Início » Finanças Pessoais » Juros Rotativos: Entenda O Que São E Como Evitá-los

Juros Rotativos: Entenda O Que São E Como Evitá-los

Os juros rotativos é uma das taxas mais altas do mercado. Veja dicas de como evitá-lo

Quem nunca ficou com uma corda no pescoço com as  contas do cartão de crédito que atire a primeira pedra!

Uma comprinha aqui, o supermercado ali, uma emergência com carro e até remédio de última hora: essas são ocasiões nas quais todos nós enfrentamos, não é mesmo?

Contudo, como resultado a fatura continua crescendo e quando a gente vê no final do mês vem aquele susto. Com a renda apertada logo surge a necessidade de pagar o valor mínimo da fatura do cartão de crédito.

Mas você sabia que escolher pagar esse valor mínimo uma  grande cilada? Vamos explicar o porquê logo a seguir.

O Que São Os Juros Rotativos

Pesquise por bancos que ofereçam melhores condições de pagamentos das faturas atrasadas
Pesquise por bancos que ofereçam melhores condições de pagamentos das faturas atrasadas / Imagem: Reprodução

Os usuários de cartão de crédito possuem o chamado ‘crédito rotativo’, aquele usado quando não se paga a fatura por completo.

Assim, se o usuário do cartão pagar menos que o valor total da fatura, o valor restante entra na fatura seguinte com acréscimo de juros. E caso não pague o total novamente no próximo mês, o valor anterior entra na nova fatura com ainda mais juros rotativos.

E é a partir daí que surge o efeito bola de neve: algo que começou inofensivo se torna cada vez mais incontrolável com o passar do tempo.

Quando você escolhe pagar o mínimo  da fatura do seu cartão de crédito é como se você  estivesse financiando esse pagamento, parcelando essa dívida, e isso gera juros e encargos.

Taxas

Os juros rotativos é uma das taxas mais altas do mercado. Em abril desse ano, segundo uma matéria da Agência Brasil, eles cobram – em média – 12,5 % ao mês, o que  significa 329, 3% no total AO ANO.

Basicamente se você tivesse uma fatura de 600 reais, em 30 dias de uso do crédito rotativo (12,5%) sua dívida se transformar em  675 reais!

Mas saiba que algumas medidas simples podem evitar que você use o crédito rotativo. Contudo, para isso acontecer será necessário ter educação financeira.

Ou seja, saber o quanto se ganha, gasta e como utilizar o seu dinheiro de maneira planejada é o passo mais importantes.

Dicas Para Te ajudar Com Os Juros Rotativos

• Conheça as taxas de juros cobradas pelo seu banco – informação também disponível no site do Banco Central;
• Procure por cartões de crédito que tenham alternativas além dos juros rotativos (como o Digio) ou que ofereçam juros menores.
• Tente gastar menos do que recebe mensalmente;
• Controle seus gastos: anotando e somando todos eles, de preferência em uma planilha.
• Cuidado com as compras parceladas. Várias parcelas pequenas podem te surpreender quando somadas;
• Se puder, sempre pague o valor integral da fatura para evitar qualquer tipo de juros;
• É melhor pagar qualquer valor do que não pagar nada e deixar a fatura total em atraso.

Photo of author

Anderson Gomes